"NOSSA VISÃO: CONHECER A CRISTO CRUCIIFICADO E TORNÁ-LO CONHECIDO, EM TODO LUGAR, POR MEIO DA GRAÇA."

sexta-feira, 22 de junho de 2018

A IMPORTÂNCIA DA MATURIDADE ESPIRITUAL


Em verdade, em verdade vos digo: se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas, se morrer, produz muito fruto. João 12:24.
Nós somos o trigo de Deus, pois o Senhor Jesus é o trigo de Deus. O trigo quanto mais ele amadurece na espiga, mais ele se curva para baixo e suas raízes vão se soltando do solo. O joio é ao contrário, pois quanto mais ele amadurece, mais ereto ele fica e, mais as suas raízes se afundam no solo. No inicio eles são muito semelhantes, por isso o Senhor disse para deixá-los crescer juntos, porque a maturidade o revelará. Deixai-os crescer juntos até à colheita, e, no tempo da colheita, direi aos ceifeiros: ajuntai primeiro o joio, atai-o em feixes para ser queimado; mas o trigo, recolhei-o no meu celeiro. Mateus 13:30.
O andar com Deus revelará quem realmente nós somos. Se tivermos um ambiente com pouca luz, nós não iremos perceber as minúcias das sujeiras naqueles cantinhos de parede que ninguém limpa. Mas quanto mais o luz do ambiente é clara e nítida, mais nós veremos sujeira onde não imaginávamos. É desta maneira que funciona a nossa relação com Deus. Está escrito nos Salmos 36:9 Pois em ti está o manancial da vida; na tua luz, vemos a luz.
O Coração do homem é totalmente enganoso e desesperadamente corrupto mais do que todas as coisas, portanto, não brinque com o seu coração, pois ele é capaz de passar a perna em você. Vocês se lembram da máxima dos filósofos antes de Cristo? Era assim: “conhece-te a ti mesmo”. Mas se isso fosse possível, todos nós estaríamos internados no hospício. É somente na luz de Deus que podemos nos conhecer. Alguém já disse que o “coração do homem é um inferno em miniatura”.  O nosso coração só pode ser aberto debaixo da luz graciosa de Deus, pois somente Ele conhece o nosso coração. Somente o Senhor sabe! Ele examina cuidadosamente o coração e os pensamentos do homem, para dar a cada um a justa recompensa, conforme a vida que o homem levou. Jeremias 17:10 (Viva).
Somente o Senhor penetra o nosso coração e somente Ele prova os nossos pensamentos. Se nós entendemos realmente que estamos em Cristo, então nós podemos responder a esse convite sem medo que Ele sonde nosso coração. Por quê? Porque já fomos cobertos pela justiça e santidade do nosso Senhor Jesus Cristo. Então podemos andar com Deus num companheirismo significativo, sabendo que essa luz majestosa não irá nos exterminar. Você tem andando com Deus? Como você tem andado com Deus? Miquéias 6:8 Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o SENHOR pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus.
Vocês sabem qual é a o nome da nossa grande escravidão? Nós mesmos! Vocês sabem qual é o nome da nossa liberdade? O Senhor Jesus Cristo. Irmãos, quanto mais Cristo é formado em nós, mais nós vivemos realmente de maneira livre. Livres dos aplausos e livres das criticas. Livres da depressão e livres da soberba. Livres da abundância e livres da escassez. Nós podemos todas as coisas em união com Aquele que nos fortalece. Filipenses 4:12-13. Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez; tudo posso naquele que me fortalece.
Precisamos rogar ao Senhor que opere a cruz profundamente em nosso interior para arruinar o que precisa ser arruinado em nós. Abater o que precisa ser abatido em nós. E Ele vai erguer, levantar e edificar o que precisa ser edificado em nós. Mas para isso há um “se” aqui. Vamos ler Lucas 9:23 Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me.
A igreja não poderia ser edificada a não ser que Cristo cumprisse a sua obra na cruz do Calvário. Mas agora de forma prática, experimental, ela não poderá ser edificada se nós não negarmos a nós mesmos, tomar a cruz e seguir o Senhor. Você vê os dois aspectos? Temos o lado objetivo da cruz, ou seja, o Senhor Jesus consumou uma obra perfeita na cruz. Por outro lado, somos chamados, porque pertencemos a Ele e devemos tomar nossa cruz e segui-lO.  São eles os seguidores do Cordeiro por onde quer que vá. São os que foram redimidos dentre os homens, primícias para Deus e para o Cordeiro. Apocalipse 14:4b.
Todo homem e toda mulher que creu em sua morte e ressurreição com Cristo é um cristão renascido. Mas será que temos reconhecido que se o nosso relacionamento com Ele está acertado, e diante disso, na verdade para nós não há nada essencialmente amargo. Pode soar amargo ao nosso paladar, pois o caminho da cruz é perda, é dor é sofrimento. O cristão não vive num paraíso ilusório, num mar de rosas. A igreja não é um navio de cruzeiro, pois se assemelha mais a um navio de guerra. Mas se temos conhecido o Senhor essencialmente, nenhuma vontade é Mara, ou amargosa. Vocês se lembram de que Rute não viu Noemi como Mara. Disse, porém, Rute: Não me instes para que te deixe e me obrigue a não seguir-te; porque, aonde quer que fores, irei eu e, onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus. Rute 1:16.
Hoje os crentes estão se apresentando diante de Deus e da sociedade com uma carteira de identidade de boa conduta, que significa um purismo interior hipócrita. Muitos efetivamente preferem lamber e beijar o engano da religião, do que viver uma vida aos pés de Cristo. Aquilo que não é Jesus provoca uma indigestão eterna no coração. Eles são puros sim, mas puros aos seus próprios olhos, mas não são puros diante do Senhor da glória. Eles nunca foram puros, mas se consideram puros. Que tragédia! Há daqueles que são puros aos próprios olhos e que jamais foram lavados da sua imundícia. Provérbios 30:12. Deus abençoe!



Assista os nossos estudos no YOUTUBE:

quarta-feira, 13 de junho de 2018

EVANGELHO SEM FRAUDE E SEM BARGANHAS


Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade. Mateus 7:22-23.
Que adianta práticas fantásticas de religião e não entrar no Reino de Deus? Foi o próprio Senhor quem declarou que o novo nascimento é o único meio de ver o Reino de Deus e entrar nele. Qualquer religião que não resulte a entrada no Reino de Deus é uma fraude. E quantas pessoas estão iludidas, embora sinceras, com tanta religiosidade, sem entrar no Reino de Deus tendo que ir inapelavelmente para o lago de fogo. Os perversos serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem de Deus. Salmos 9:17.
Na Queda, o homem se tornou desqualificado para aquilo que é bom. Nascido em iniqüidade e concebido em pecado, o homem é um “transgressor desde o ventre materno”. O homem pode ser civilizado, educado, sofisticado e religioso, mas no coração ele é “desesperadamente corrupto”. Tudo o que ele faz é desprezível aos olhos de Deus, porque nada que o homem faz procede do amor de Deus e do propósito de glorificá-lO. Não pode a árvore boa produzir frutos maus, nem a árvore má produzir frutos bons. Mateus 7:18.
Hoje o que se vê é somente evangélicos vazios, vazios e sem a vida de Cristo. Portanto, hoje a nossa volta, quando vemos esse termo sendo usado de maneira abusiva, pois tudo é evangélico, todos são evangélicos, agora só tem evangélicos. Eles podem ser tudo, menos evangélicos. Como pode alguém ser evangélico e não carregar nem uma gota do Evangelho em suas mentes, almas, decisões, sentimentos e compreensões? Isto que estão vivendo é outro estelionato. Vejamos a sentença do Senhor nos Salmos 101:7: Não há de ficar em minha casa o que usa de fraude; o que profere mentiras não permanecerá ante os meus olhos.
Vivemos em uma época em que a grande maioria dos evangélicos nem sabem o que é igreja, quanto menos Evangelho. Em nosso país igreja é conhecida como um bazar de ofertas perversas e idolátricas, que se constitui em nossa volta com todas as matizes. Até mesmo muitos grupos históricos também entraram nas ondas das doenças barganhantes, ou seja, estão vivendo um “evangelho” de troca. Nós estamos é diante da necessidade da regeneração, da verdadeira conversão. Jesus foi tão claro para aquele mestre de Bíblia: Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo João 3:7.
O que Deus pediu de nós? Ele pediu de nós que creiamos no Evangelho do Seu Filho Jesus Cristo, o resto é comentário. O que é o Evangelho? O Evangelho é a certeza de que “Deus estava em Cristo reconciliando consigo mesmo o mundo e não imputando aos homens as suas transgressões”. Evangelho é aquilo que Cristo é e fez. Ele morreu, mas nos fez participantes de Sua morte e ressurreição, conforme afirma as Escrituras Sagradas em Romanos 6:5 Porque, se fomos unidos com ele na semelhança da sua morte, certamente, o seremos também na semelhança da sua ressurreição.
Evangelho é a certeza de que não há barganhas a fazer com Deus, porque está tudo consumado e pago. Aquele grito definitivo de Jesus na cruz “está consumado”, cancelou todas as coisas e todas as culpas. O que é Evangelho? É a certeza dos escritos de dívidas da lei de Moisés, lei moral, lei cerimonial ou qualquer outra natureza, foi cancelada inteiramente e encrava na cruz. E com esse ato de Jesus, Ele esvaziava os principados e potestades do seu poder, triunfando sobre eles na cruz. Colossenses 2:14. Tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na cruz.
O que é o evangelho? É o fato real de que todo aquele que crê em Jesus Cristo e por meio de Jesus alcança graça em plenitude absoluta e total. Graça que nos justifica, que nos salva, que nos santifica, que nos ungi. Graça que não só nos torna aceitáveis diante de Deus sem barganhas a fazer, mas graça que também nos capacita que nos fortalece e nos condiciona na justiça e nos educando na verdade, para que andemos no Evangelho. Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente Tito 2:11-12.
O Evangelho é a maravilhosa notícia de que está tudo feito. Se Deus não tivesse feito, o que poderíamos fazer em nosso favor no que concerne a nossa salvação? Efésios 2:8-9. Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie.
O Evangelho simplificadamente é morte e ressurreição e a sua convergência total e absoluta dele é para Jesus. Não é nem mesmo para a Escritura e nem para a fé. Porque fé sem Jesus Cristo não produz absolutamente nada. É fé na fé, porque Jesus é o Autor e consumador da fé. As Escrituras sem Jesus Cristo é a mãe de todas as heresias. As Escrituras lidas sem vermos a Jesus Cristo é um balaio de gatos inconciliável. Cristo é a realidade, e a realidade habita naquele que creu em Jesus de todo o seu coração. Quando cremos na realidade, não devemos mais ficar com as sombras, tipos e simbolizações que caíram em caducidade e obsolescência diante da realização e encarnação da plenitude do Verbo que é Jesus Cristo. Porquanto, nele, habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade. Também, nele, estais aperfeiçoados. Ele é o cabeça de todo principado e potestade.  Colossenses 2:9-10. Amém.


Assista os nossos estudos no YOUTUBE:

quarta-feira, 6 de junho de 2018

TRATANDO COM A ALMA - A SOBERBA


Dava-se-lhes de beber em vasos de ouro, vasos de várias espécies, e havia muito vinho real, graças à generosidade do rei. Ester 1:7.
O que se observa é que o local todo do banquete foi preparado de maneira a suscitar nas pessoas um sentimento de admiração ao rei. Dessa forma, pode-se ver que Assuero sabia muito bem como preparar um ambiente para se mostrar. Muitas pessoas são assim, preparam ambientes suntuosos para que os outros possam ter uma impressão fora da realidade. Conosco também não é diferente, pois fingimos ser o que jamais fomos e vivemos na hipótese apolínea da perfeição. Somos sapos enlameados com a pretensão de viver como príncipes encantados. Isto é um conto de fadas da alma altiva.
Foi bem aqui neste pântano lamacento das ambições elevadas que Cristo Jesus se encarnou. Salmos 69:2 Estou atolado em profundo lamaçal, que não dá pé; estou nas profundezas das águas, e a corrente me submerge.
O que Ele está fazendo neste mundo caído e depravado? Veio salvar almas ensoberbecidas pelo pecado. Alguém visitou o Japão e ficou impressionado com o café da manhã japonês. Os japoneses enchem a mesa com toda sorte de pratos, grandes e pequenos, sendo que em cada um deles, colocam apenas um pedacinho de tofu, ou algumas fatias de nabo, ou alguns grãos de amendoim. Mas, como a mesa está repleta de pratos, isso transmite às pessoas a sensação de abundância. Ora, as pessoas querem tomar café e não apreciar pratos! No entanto, muitas vezes essa é a impressão mais profunda que as pessoas trazem. O salmista orou: Também da soberba guarda o teu servo, que ela não me domine; então, serei irrepreensível e ficarei livre de grande transgressão. Salmos 19:13.
A nossa alma é como uma criança que ganhou um brinquedo novo e quer mostrá-lo a todos. É impossível, nesse momento, não deixar de fazer barulho para chamar a atenção dos outros. Uma pessoa da alma aprecia exibir-se. Após nascer de novo, ou seja, ganhar uma experiência de morte e ressurreição com Cristo, se essa pessoa teve algumas experiências vitoriosas, não perderá a oportunidade de contar o que vivenciou de uma forma a chamar atenção para si, ou seja, será muito difícil guarda-la para si. Temos que dar o nosso testemunho da nossa cura na igreja, não é mesmo? Não! Jesus após curar dois cegos disse a eles: E os olhos deles ficaram curados. Aí Jesus ordenou com severidade: -Não contem isso a ninguém! Mateus 9:30 (LH).
O homem carnal não pode ter experiências espirituais, porque irá querer expô-las para que todos saibam. Como vemos, essa é a expressão da alma, o homem natural quer que os outros o vejam, pois gosta de ser o centro das atenções. Mas, quem de fato tem riquezas espirituais assemelha-se a uma pérola que espera silenciosamente pela pessoa que a busca. Amados, não devemos nos precipitar, mas considerar que o Senhor é bom principalmente para quem espera Nele. Bom é o SENHOR para os que esperam por ele, para a alma que o busca. Lamentações 3:25.
Em Isaías seis está escrito que os serafins são como os anjos, porém têm seis asas. Os Serafins pertencem à primeira esfera da hierarquia angelical, sua posição está próxima de Deus e desempenham suas funções diante do Pai. É interessante observar que eles utilizam duas asas para cobrir o rosto afim de que ninguém veja sua beleza, outras duas para cobrir os pés para que seu serviço não seja visto e duas para voarem. Aqui podemos ver o quão grande é a diferença entre o que é espiritual e o que é da alma! Isaías 6:2-3. Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas: com duas cobria o rosto, com duas cobria os seus pés e com duas voava. E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, santo, santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória.
A soberba procede de uma avaliação falsa a respeito de nós mesmos. O orgulho leva a pessoa à destruição, e a vaidade a faz cair na desgraça. A soberba transformou um anjo de luz em demônio. Por causa da soberba, Deus expulsou Lúcifer do céu. Deus resiste aos soberbos. Ele declara guerra aos orgulhosos e humilha os altivos de coração. O reino de Deus pertence aos humildes de espírito, e não aos orgulhosos de coração. Está escrito em Provérbios 16:18 A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda.
A salvação da alma é um processo permanente, onde o Espírito Santo age e a alma encarnada reage voluntariamente em viva obediência. Não se trata de uma ação unilateral, como no caso da vivificação do espírito, mas numa coparticipação do regenerado, espiritualmente salvo, com o Espírito Santo de Deus, no propósito da purificação de todo o lixo acumulado na memória de sua alma em todo o tempo de sua história. É a nossa obediência a Palavra de Deus que nossa alma será purificada, para então vivermos a vida cristã amando nossos irmãos. Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai-vos, de coração, uns aos outros ardentemente. 1 Pedro 1:22.
Quando nascemos de novo, nossa primeira parte, nosso espírito, é salvo. No futuro, quando Jesus voltar em glória, nossa terceira parte, nosso corpo, será́ salvo. Mas hoje, Deus está fazendo um trabalho contínuo em nossa segunda parte, ou seja, nossa alma. E esta etapa é sinérgica, isto é: Deus e o cristão trabalham juntos. O plano de Deus é substituir, pouco a pouco, nossa vida terrena e corrupta por Sua gloriosa Vida
eterna. Isto é o que o termo “a salvação da alma” quer dizer. O meu espírito é salvo porque JESUS negou a Si mesmo; A alma é salva por eu negar a mim mesmo. Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me. Lucas 9:23. Amém.



Assista os nossos estudos no YOUTUBE: