"NOSSA VISÃO: CONHECER A CRISTO CRUCIIFICADO E TORNÁ-LO CONHECIDO, EM TODO LUGAR, POR MEIO DA GRAÇA."

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

A REVELAÇÃO DA PALAVRA: CRESCENDO À MATURIDADE

A revelação das tuas palavras esclarece e dá entendimento aos simples. Salmos 119:130.
Revelação é o ato de Deus pelo qual Ele dá a conhecer aquilo que o homem por si só não poderia conhecer. A Bíblia é dividida em duas partes maiores, conhecidas como o Antigo Testamento e o Novo Testamento. O Antigo Testamento fala sobre a criação do homem e de suas lutas sem sucesso contra o pecado. Ele nos ajuda a ver o que é o pecado e a entender suas conseqüências, mas não revela completamente a solução. O Novo Testamento dá a resposta ao problema do homem na Pessoa de Jesus Cristo. Apesar de que algumas pessoas ainda O rejeitem, Ele é o único meio de salvação. E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos. Atos 4:12.
Uma pessoa que venha a crer em Cristo é porque Deus revelou o Seu Filho a ela, ou seja, Deus dá a ela a revelação de Cristo, então ela pode crer. É somente por meio da revelação que Deus torna a Sua Palavra viva. Nós precisamos de revelação.  E revelação significa que Deus novamente sopra sobre Sua Palavra quando eu leio as Escrituras dois mil anos depois, a fim de que eu possa conhecê-la como a Palavra de Deus. Por revelação quero dizer que hoje Deus novamente sopra sobre Sua Palavra, o Espírito Santo derrama luz sobre ela para mim; a unção do Espírito Santo está sobre a Palavra de modo que novamente eu vejo o mesmo que Paulo viu. Efésios 3:3 Pois, segundo uma revelação, me foi dado conhecer o mistério, conforme escrevi há pouco, resumidamente.
Isso é revelação. É inútil apenas ler, pois uma pessoa pode ler a Bíblia toda sem ouvir Deus falar com ela nenhuma vez. E Deus nos fala e se revela pela sua Palavra. 1 Samuel 3:21. Jeová tornou a aparecer em Silo, pois ali se revelou a Samuel pela sua palavra.
Existe uma diferença muito grande em ler as Escrituras e receber revelação das Escrituras. Quando temos revelação das Escrituras, temos o falar de Deus. Se Deus não estivesse disposto a falar/revelar, os homens jamais ouvirão a Palavra de Deus. Por quê? Porque é algo que está acima da capacidade humana. Se o Senhor permanecer em silêncio, os pronunciamentos de todos os ministros serão em vão. Todos os seres humanos nascem neste mundo espiritualmente mortos em delitos e pecados. É preciso fazê-los renascer. Quem tem o poder de dar vida a eles? Deus pela sua Palavra. 1 Pedro 1:23: Pois fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente.
É necessário entendermos que o princípio dos pronunciamentos divinos é o mesmo princípio da ressurreição. O que é ressurreição? Não é dar vida, mas é tirar vida da morte. Quando uma criança nasce, ela não está ressuscitando; somente quando uma pessoa morta volta à vida podemos dizer que houve ressurreição. A filha de Jairo, o filho único da viúva de Naim e Lázaro foram ressuscitados porque primeiro tinham morrido e a seguir foram trazidos de volta à vida. É com base no princípio da ressurreição que ministramos a Palavra de Deus. 1 Pedro 1:3: Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos.
Uma ocorrência muito comum em nossos dias é que as pessoas tem contato com a Bíblia, sem, contudo, receber vida. As pessoas tocam nas letras que Deus usa, mas não na Palavra, por isso não são vivificadas. Uma vez revelada, a Palavra pode nos vivificar. A minha alma está apegada ao pó; vivifica-me segundo a tua palavra. Salmos 119:25.
O problema da mornidão espiritual atualmente está exatamente aqui: muitos podem ler e pregar sobre a Bíblia, mas Deus não fala. Conhecer as palavras da Bíblia é algo diferente de se obter uma palavra revelada de Deus. Por isso a palavra revelar também significa “tirar o véu.” Tem a ver com remover a cobertura e descobrir algo que está encoberto. Encorajo os irmãos quando forem ler as Escrituras fazer está oração: Desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas da tua lei. Salmos 119:18.
As Escrituras afirmam que não encontramos Deus, porque Deus já nos encontrou na Pessoa de Cristo. Ele se manifestou a nós por meio da Sua Palavra. É somente quando Deus sopra sobre a Sua Palavra e nos faz entender o que estamos lendo é que podemos ser conduzidos pelo Pai a Cristo. Não existe outra maneira de ser isto feito. Está escrito nos profetas: E serão todos ensinados por Deus. Portanto, todo aquele que da parte do Pai tem ouvido e aprendido, esse vem a mim. João 6:45.
Portanto, qualquer coisa que façamos por nós mesmos, ainda que pareça boa aos nossos olhos, não nos levará a Deus. Ninguém na energia da carne poderá conhecer a Deus e nem mesmo agradar a Deus. Que é a carne? Simplificando: a carne é o esforço pessoal; a carne é o ego. Sempre que tentamos guardar a lei, estamos na carne. Sempre que o homem tenta agradar a Deus por seus próprios esforços, a lei vem. Uma pessoa que tenta agradar a Deus com a força carnal é alguém de quem Deus não se agrada. Então qual é o lugar da nossa carne? Na cruz. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências. Gálatas 5:24

Agora temos clareza. Deus não apenas rejeitará os que fazem coisas que não O agradam. Ele rejeitará até mesmo os que fazem coisas agradáveis a Ele, porém as fazem de acordo consigo mesmos. Entendam uma coisa: a nossa vida cristã é não mais eu, mas Cristo. Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim. Gálatas 2:20a. Amém.  

Assista as ministrações em nosso canal no youtube

sábado, 11 de novembro de 2017

O FILHO DE ABRAÃO (MATURIDADE ESPIRITUAL)

Disse mais Abrão: A mim não me concedeste descendência, e um servo nascido na minha casa será o meu herdeiro. A isto respondeu logo o SENHOR, dizendo: Não será esse o teu herdeiro; mas aquele que será gerado de ti será o teu herdeiro. Gênesis 15:3-4.
Esse texto nos mostra que o objetivo de Deus não é obtido por intermédio de muitas pessoas que Ele ajunte, mas por meio daqueles que Ele tem gerado. Aqueles que não são gerados de Deus não são contados; eles não podem cumprir o propósito de Deus. O propósito de Deus é cumprido por intermédio daqueles que Ele tem gerado. Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. João 1:13.
Deus primeiro precisou trabalhar em uma pessoa (Abraão) e ganhar algo nela, antes que pudesse ganhar algo por meio de muitos outros. Para que Deus tenha muitos filhos, Ele primeiro precisou ganhar o coração de Abraão.  De ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção! Gênesis 12:2.
Se desejarmos uma vida que produz frutos para a glória de Deus, temos de perceber que a cruz é o alicerce de todo viver espiritual. Sem passar pela cruz, não conseguimos viver para Deus nesta terra. Se dermos uma mensagem sobre a cruz, ela não produzirá nenhum efeito espiritual, a não ser que nós primeiramente sejamos tratados pela cruz. Somente os que passaram pela morte com Cristo na cruz terão a genuína luz limpadora e purificadora. O problema de muitas pessoas é que sempre que se encontram com um pouco de força ou com alguma realização na obra, elas acham que são úteis na mão de Deus. Mas Deus trabalha na fraqueza. Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte. 2 Coríntios 12:10.
Existem muitas pessoas que fracassam na obra do Senhor, e fracassam porque são as pessoas erradas. A cruz não fez sua obra na vida delas, então elas fracassam. Irmãos, precisamos ter clareza de que somente os que passaram pela cruz, herdarão a Terra de Canaã. Os que não passaram pela morte não herdarão esta Terra que é Cristo. Precisamos da obra purificadora. Como é difícil ser puro na obra do Senhor! Que significa ser puro? Significa ser sem mistura. A eficácia da morte de Cristo nos fará uma pessoa pura. Levítico 16:30 Porque, naquele dia, se fará expiação por vós, para purificar-vos; e sereis purificados de todos os vossos pecados, perante o SENHOR.
Uma pessoa que não passou pela morte com Cristo pode ser muito inteligente e ter muito conhecimento; os outros podem achar que suas palavras são muito brilhantes. Mas tal pessoa não possui nenhuma luz penetrante. A tocha de fogo, a genuína luz, procede da cruz. Uma pessoa que não conhece a cruz pensará que está mais do que qualificada para trabalhar pelo Senhor e que não há nada a temer; porém, uma pessoa que conhece a cruz, verá grandes trevas caindo sobre si. Ela perceberá que não consegue fazer nada e que é completamente incapaz de fazer qualquer coisa por si mesma. Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. João 15:5.
Somente quando uma pessoa é levada pelo Senhor à posição de fraqueza e quando sente que nada pode fazer nem é digna de fazer nada, ela pode começar a trabalhar para o Senhor. Quando realmente vemos que esta obra é a obra do Senhor e que somos inúteis, e quando vemos a santidade do Senhor e a nossa imundície, o Senhor começará a usar-nos. Disse tudo isso para fazer uma pergunta: Como Abraão herdou a Terra? Deus mostrou-lhe que tinha de passar pela morte; ele tinha de passar pela cruz. Gênesis 15:5: Então, conduziu-o até fora e disse: Olha para os céus e conta as estrelas, se é que o podes. E lhe disse: Será assim a tua posteridade.
A palavra posteridade refere-se ao seu descendente. Quando Deus estava dizendo a Abraão da multiplicidade de seus descendentes, Ele usou a palavra “posteridade” no singular. Por que Ele usou a forma singular da palavra? Quem era a única posteridade? A resposta se encontra em Gálatas 3:16 Ora, as promessas foram feitas a Abraão e ao seu descendente. Não diz: E aos descendentes, como se falando de muitos, porém como de um só: E ao teu descendente, que é Cristo.
Portanto, a posteridade à qual se referiu não era muitas pessoas, mas uma Pessoa. Essa Pessoa não era Isaque, mas Cristo. No que se refere a Abraão, a posteridade é Isaque. Mas num contexto mais amplo, a posteridade é Cristo. Em outras palavras, Cristo herdará todas as coisas e abençoará. Tanto o poder quanto a autoridade estão com Cristo. A obra restauradora de Deus é cumprida por Cristo, não por Isaque. Mas foi preciso Deus trabalhar em Abraão para amadurecê-lo, porque se Abraão não fosse levado ao ponto de maturidade, ele não poderia ter gerado Isaque. E Deus chamou Abraão à maturidade. Gênesis 17:1: Quando atingiu Abrão a idade de noventa e nove anos, apareceu-lhe o SENHOR e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-Poderoso; anda na minha presença e sê perfeito.

Isso significa que o glorioso Cristo será introduzido somente quando um grupo de pessoas crerem como Abraão creu; só então, a obra de Deus será concluída. Isaque era meramente uma sombra; a realidade é Cristo. Da mesma forma, Abraão era uma sombra; a realidade é a igreja. Exatamente como Abraão foi um vaso para introduzir Isaque, assim a igreja é um vaso para introduzir o glorioso Cristo. Para que, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus se torne conhecida, agora, dos principados e potestades nos lugares celestiais. Efésios 3:10. Amém. 

 Assista as ministrações em nosso canal no youtube

VOCÊ NÃO É UM ACIDENTE (LINDO TEXTO)

(Encorajo a todo(a) filho de Deus ler esse texto maravilhoso!!!)
Seu nascimento não foi um erro ou um infortúnio, e sua vida não é um acaso da natureza. Seus pais podem não tê-lo planejado, mas Deus certamente o fez. Ele não ficou nem um pouco surpreso com o seu nascimento. Aliás, ele o aguardava. Muito antes de ser concebido por seus pais, você foi concebido na mente de Deus. Ele pensou em você primeiro. Você não está respirando neste exato momento por acaso, sorte, destino ou coincidência. Você está vivo porque Deus quis criá-lo! A Bíblia diz: “O Senhor cumprirá o seu propósito para comigo!” – Salmos 138:8 – NVI
Deus determinou cada pequeno detalhe de nosso corpo. Ele deliberadamente escolheu sua raça, a cor de sua pele, seu cabelo e todas as outras características. Ele fez seu corpo sob medida, exatamente do jeito que queria. Ele também determinou os talentos naturais que você possuiria e a singularidade de sua personalidade. A Bíblia diz: “Tu me conheces por dentro e por fora, conheces cada osso do meu corpo, conheces exatamente como fui formado, parte por parte, como fui esculpido e vim a existir.” – Salmo 139:15
Uma vez que Deus o fez por um motivo, ele também decidiu o momento do seu nascimento e seu tempo de vida. Ele planejou os dias de sua vida antecipadamente, escolhendo o momento exato de seu nascimento e de sua morte. A Bíblia diz: “Antes mesmo de o meu corpo tomar forma humana Tu já havias planejado todos os dias da minha vida; cada um deles estava registrado no teu livro!” – Salmos 139:16 BV
E o mais incrível: Deus decidiu como você nasceria. Independentemente das circunstâncias de seu nascimento e de quem são seus pais, Deus tinha um plano ao criá-lo. Não importa se seus pais foram bons, ruins ou indiferentes. Deus sabia que esses dois indivíduos possuíam a constituição genética específica para criar você em especial, exatamente como ele tinha em mente. Eles tinham o DNA que Deus queria para formá-lo. Embora existam pais ilegítimos, não existem filhos ilegítimos. Muitos filhos não foram planejados pelos pais, mas não são um imprevisto para Deus.

O propósito de Deus levou em conta o erro humano e até mesmo o pecado. Deus nunca faz nada por acaso, e ele nunca comete erros. Ele tem um motivo para tudo que criou. Todas as plantas e animais foram planejados por Deus, e cada pessoa foi idealizada com um propósito. O motivo para Deus tê-lo criado foi o amor que ele tem. A Bíblia diz: “Muito antes de estabelecer as fundações da terra, Deus já nos tinha em mente, tendo nos escolhido como foco do seu amor.” – Efésios 1:4a. Deus não age de forma aleatória: ele planejou tudo de forma extremamente precisa. Quanto mais os físicos, biológos e outros cientistas aprendem sobre o universo, mais compreendemos quanto ele é adequado à nossa existência – feito sob medida com as exatas especificações que tornam a vida humana possível. O Dr. Michael Denton, experiente pesquisador da genética humana da Universidade de Otago, Nova Zelândia, concluiu: “Todas as evidências disponíveis nas ciências biológicas, apoiam a teoria básica […] de que o universo como um todo foi especialmente criado tendo a vida e a humanidade como principal objetivo e propósito; um conjunto no qual todas as facetas da realidade têm seu significado e explicação nesse fato fundamental”. Por que Deus fez tudo isso? Por que enfrentou todo o incômodo de criar um universo para nós? Porque ele é um Deus de amor. Esse tipo de amor é difícil de compreender, mas é essencialmente confiável. Você foi criado para ser um alvo especial do amor de Deus! Deus o fez para poder amá-lo. Essa é uma verdade sobre a qual você precisa edificar a sua vida. A Bíblia diz que Deus é amor. Ela não diz que Deus tem amor. Ele é amor! Amor é a essência do caráter de Deus. Há um Deus que o fez por uma razão, e sua vida tem um profundo significado! Descobrimos esse significado e propósito somente quando tomamos a Deus como ponto de referência de nossa vida. Romanos 12:3, na paráfrase The Message [A mensagem], diz: A única forma precisa de compreendermos a nós mesmos é pelo que Deus é e pelo que ele faz por nós. Amém! Graça e paz.

Assista as ministrações em nosso canal no youtube