"NOSSA VISÃO: CONHECER A CRISTO CRUCIIFICADO E TORNÁ-LO CONHECIDO, EM TODO LUGAR, POR MEIO DA GRAÇA."

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

O TEMPO DO FIM

Porque, ainda dentro de pouco tempo, aquele que vem virá e não tardará. Ora, o fim de todas as coisas está próximo. Hebreus 10:37 e 1 Pedro 4:7a.

Nosso mundo está muito inquieto. Há conflitos em muitos países e torna-se mais e mais evidente a possibilidade de guerras devastadoras em um futuro bem próximo. Mais de 400.000 cientistas estão atualmente ocupados em melhorar sistemas bélicos ou em desenvolver novos armamentos. Estamos vendo pela imprensa escrita e falada que grande parte da humanidade passa fome. Estamos assistindo pela televisão grandes terremotos, inundações e doenças imprevisíveis, além de outros fenômenos e catástrofes da natureza, que estão aumentando dramaticamente em progressão geométrica, como as dores de parto da que está para dar à luz. Irmãos e irmãs, o Senhor está chamando a nossa atenção. Isaías 30:30. O SENHOR fará ouvir a sua voz majestosa e fará ver o golpe do seu braço, que desce com indignação de ira, no meio de chamas devoradoras, de chuvas torrenciais, de tempestades e de pedra de saraiva.
Estamos observando diante de nossos olhos a forte sedução e o engano através de falsas religiões que pode ser comparado a uma avalanche. Estamos presenciando inclusive pelos nossos governantes um forte clamor pelo “homem forte” que irá solucionar os terríveis problemas da humanidade. Qualquer coisa que passa a ser anunciada como “deus” ou “salvador”, as pessoas agarram-se ansiosas a essas ofertas enganosas. Ao mesmo tempo está acontecendo uma apostasia nunca vista, e um crescente afastamento da Bíblia e do Deus vivo. Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios. 1 Timóteo 4:1.
Estamos presenciando uma crescente apostasia nos últimos dias. A cena eclesiástica nunca esteve em um ponto tão baixo. Os pastores estão se tornando liberais e ninguém parece se preocupar. A apostasia espiritual é um dos sinais dos últimos dias e isso pode ser visto claramente nas igrejas. À medida que os homens afastam-se de Deus e da sã doutrina, tornam-se frios no coração. O amor em seus corações parece secar e a pessoa desenvolve um grande potencial para se tornar egoísta e irascível. Eles definitivamente não têm o amor cristão! Os pastores apóstatas também desenvolvem um coração frio. Eles ofendem o povo de Deus e desenvolvem um coração duro e que não aceita a repreensão. Pouco sabem eles, mas Deus está ciente dessas coisas. A frieza do coração é generalizada nestes últimos dias e é para ser esperada com os apóstatas e com aqueles que rejeitam a sã doutrina bíblica. Você verá muitas pessoas de coração frio, à medida que elas se afastam de Deus e da sã doutrina da palavra de Deus. Levantar-se-ão muitos falsos profetas e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos. Mateus 24:11. O crescimento da iniqüidade implica no enfraquecimento do amor. Na medida em que cresce o pecado em suas mais variadas formas, da corrupção ao crescimento da miséria social, da pornografia a todas as formas de banalização sexual, violência nas ruas e nos lares, o individualismo autocentrado e narcisista, esfria o amor genuíno e sincero no ser humano. Somos uma geração que vem desaprendendo a amar. Houve um tempo no passado em que “viver em pecado” não era algo adequado de se fazer. Se alguém na família vivia junto sem ser casado, isso era vergonhoso e era mantido em segredo. No entanto, hoje não é mais assim. Morar junto tornou-se a norma para muitos casais. Eles dizem: “Antes de comprar um sapato, você experimenta para ver se gosta, não é mesmo?” Muitos proclamam abertamente que estão vivendo junto, de uma forma a implicar que não há nada de errado com o que estão fazendo. Na TV e no cinema, o conceito de morar junto antes de casar é considerado uma norma cultural. Muitas pessoas nestes últimos dias seguem os exemplos imorais e acham que não há nada de errado com o amasio. Logicamente, rejeitando a Deus e Sua palavra, o conceito de pureza e de casamento será rejeitado, aliás, já está sendo! Mas vejamos o que diz as Escrituras Sagradas: Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros. Hebreus 13:4.
São muitos os sinais que evidenciam o tempo dos últimos dias. O Senhor Jesus comparou os dias de Sua vinda com os dias de Noé. Pois assim como foi nos dias de Noé, também será a vinda do Filho do Homem. Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio comiam e bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, senão quando veio o dilúvio e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem. Mateus 24:37-39.
Vejamos como eram os dias antes do dilúvio. A corrupção do gênero humano era muito grande. A maldade do coração do homem se havia multiplicado na terra e era continuamente mau todo o desígnio do seu coração. A terra estava corrompida à vista de Deus, e cheia de violência. Em nossos dias o quadro atual da situação do mundo em nada difere daqueles dias, aliás, está muito pior. A violência, a imoralidade e a corrupção alcançaram níveis jamais imaginados. Vemos diariamente rebeliões, assaltos a bancos, seqüestros de pessoas, massacres, e tantos outros crimes hediondos em toda a parte. A polícia, apesar de seu esforço, não tem conseguido conter essa onda avassaladora. Há um clima geral de insegurança; e o medo toma conta de todas as pessoas. Vivemos numa época pior do que nos dias de Noé. Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus. 2 Timóteo 3:1-4.
Ninguém ignora que estamos vivendo dias angustiosos. Segundo as Escrituras Sagradas, estas dificuldades vão aumentando até a volta de Cristo. Mas os homens perversos e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados. 2 Timóteo 3:13.
Amada igreja, Deus sabe o dia e não está longe, em que a igreja será tirada deste mundo perverso e mau. Muitos alimentam duvidas em seus corações com relação ao arrebatamento. Para sermos arrebatados com o Senhor, precisamos ter plena convicção do nosso novo nascimento. Precisamos estar certos de que morremos e ressuscitamos com Cristo, pois este é o passaporte que nos garante a nossa entrada em Seu Reino de glória. É bom ser membro de uma igreja evangélica, porém para ser arrebatado é imprescindível pertencer ao corpo de Cristo. Todos aqueles que estão mortos com Cristo, serão arrebatados antes da grande tribulação que virá sobre este mundo. Apocalipse 3:10 Porque guardaste a palavra da minha perseverança, também eu te guardarei da hora da provação que há de vir sobre o mundo inteiro, para experimentar os que habitam sobre a terra.
Estamos vivendo o tempo do fim e a volta do Senhor será iminente. Qual é a definição bíblica de iminência? O Dr. Renald Showers define e descreve iminência da seguinte maneira: “Um acontecimento iminente é aquele que está sempre pairando acima de alguém, constantemente prestes a vir sobre ou a alcançar alguém”. Assim, a iminência traz consigo o sentido de que algo pode acontecer a qualquer momento. Que passagens do Novo Testamento ensinam essa verdade? Os versículos que afirmam a volta de Cristo a qualquer momento, sem aviso prévio, e aqueles que instruem os crentes a esperar e aguardar a vinda do Senhor ensinam a doutrina da iminência. Vamos ler alguns textos da Palavra de Deus. Filipenses 3:20 Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo.
Todo aquele que teve uma real experiência com Cristo, jamais deve ficar com seu coração carregado, mas precisa olhar para os céus e aguardar o seu bendito Senhor voltar. E para aguardardes dos céus o seu Filho, a quem ele ressuscitou dentre os mortos, Jesus, que nos livra da ira vindoura. 1 Tessalonicenses 1:10.
O Dr. John Walvoord declara: “A exortação a que aguardemos a manifestação da glória de Cristo para os Seus perde seu significado se a Tribulação tiver que ocorrer antes. Fosse esse o caso, os crentes deveriam observar os sinais.” Se a posição pré-tribulacionista sobre a iminência não for aceita, então haverá sentido em procurar identificar os eventos relacionados à Tribulação e não em esperar o próprio Cristo. O Novo Testamento, uniformemente instrui a Igreja a olhar para a volta de Cristo, ao passo que os santos da Tribulação são exortados a observar os sinais. Aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus. Tito 2:13. Também lemos em Hebreus 9:28. Assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação. A exortação neo-testamentária a que nos consolemos mutuamente pela volta de Cristo não mais teria sentido se os cristãos tivessem primeiro, que passar por qualquer porção da Tribulação. Em vez disso, o consolo teria que esperar a passagem pelos eventos da Tribulação. Não! A Igreja recebeu uma “bendita esperança”, em parte porque a volta do Senhor é, de fato, iminente. Amém.

Um comentário:

Pr. Marcos Crecchi disse...

Esse blog é benção, quando tiver oportunidade visite o blog da igreja ao gosto do freguês é só acessar www.aigrejaaogostodofregues.blogspot.com