"NOSSA VISÃO: CONHECER A CRISTO CRUCIIFICADO E TORNÁ-LO CONHECIDO, EM TODO LUGAR, POR MEIO DA GRAÇA."

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

CAIM E ABEL: ATITUDES DIFERENTES III

Então, lhe disse o SENHOR: Por que andas irado, e por que descaiu o teu semblante? Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo. Gênesis 4:6-7.
Nós já tratamos sobre o sacrifício de Caim, também verificamos a oferta de Abel, e hoje vamos concluir o nosso estudo sobre Caim e Abel que tiverem diante do Senhor atitudes diferentes com relação as suas ofertas. Existe uma tendência constante no coração para basear a nossa paz e aceitação sobre alguma coisa em ou acerca de nós mesmos, até mesmo se admitimos que alguma coisa é operação do Espírito Santo. Por isso levanta-se constantemente a idéia de olharmos para o nosso íntimo, ao passo que o Espírito Santo quer que olhemos para fora. Pois em ti está o manancial da vida; na tua luz, vemos a luz. Salmos 36:9.
A questão para a nova criatura não é, “o que sou eu?” mas antes, “o que é Cristo?” Havendo chegado a Deus pelo sacrifício perfeito de Cristo na cruz, significa que estamos inteiramente identificados com Ele, e aceito no Seu nome, e, além disso, não podemos ser mais rejeitados, assim como não o pode ser Aquele em cujo nome ele vem. Antes de se poder levantar uma dúvida acerca do cristão mais humilde tem que ser levantada quanto a Cristo. As Escrituras Sagradas nos mostra que Cristo é a nossa Rocha, e é por isso que a segurança de todo aquele que morreu com Cristo está estabelecida sobre um fundamento que nada pode abalar. Mesmo sendo nós tão frágeis e sujeitos ao pecado, fomos identificados com Cristo, aceito em e com Cristo, também incluído no mesmo volume de vida com Cristo. É o próprio Deus quem dá o testemunho do seu dom, e o seu dom é Cristo. E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está no seu Filho. 1 João 5:11.
Tudo isto é sumamente tranqüilizador e consolador. É nosso privilégio podermos, na confiança da fé, reportar a Cristo, e ao Seu sacrifício consumado, todas as objeções e os opositores. Todas as nossas fontes estão nEle. Nele nos gloriamos todo o dia. A nossa confiança não está em nós, mas nAquele que fez tudo por nós e em nós. Dependemos do Seu nome, confiamos na Sua obra, temos os olhos fixos na Sua Pessoa, e esperamos a Sua vinda. Por outro lado, a mente carnal manifesta logo a sua inimizade contra toda esta verdade, que tanto alegra e satisfaz o coração do regenerado. Foi assim com Caim: Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, e descaiu-lhe o semblante. Gênesis 4:5b. A mesma coisa que enchia Abel de paz, encheu Caim de ira. Caim, na sua incredulidade, desprezou o único meio pelo qual um pecador pode vir a Deus. Recusou oferecer sangue, sem o qual não pode haver remissão; e, então, porque não foi aceito pela sua oferta de suor, e Abel foi aceito na sua oferta, Caim ficou irado e descaiu-lhe o semblante. Todo religioso quando não é aceito pelo seu desempenho ele fica irado e range os dentes. Então o SENHOR disse: Por que você está com raiva? Por que anda carrancudo? Gênesis 4:6 (NTLH).
Caim tinha que ser recebido com os seus pecados ou sem eles; mas Deus não pôde recebê-los com eles, e ele recusou trazer o sangue que somente faz expiação, e, portanto, foi rejeitado, e, sendo rejeitado, manifesta nos seus atos os frutos da religião corrompida. Quando o Senhor perguntou a Caim qual era a sua decepção, o próprio Senhor revela o modelo que foi apresentado no Éden aos seus pais. Em outras palavras, Deus estava dizendo a Caim, que o seu irmão foi acolhido através da sua oferta, e que se ele trouxesse um cordeirinho, certamente seria aceito. Deus estava dizendo e mostrando para Caim que a ovelha substituta do pecado encontrava-se deitada à porta da sua tenda. Deus estava dizendo para Caim: “Não questione, tome-a e ofereça-a como sacrifício pelo seu pecado e Eu te acolherei”. “Não seja um cabeça-dura, impondo sua aceitação pelas obras religiosas. Vá em frente, e sacrifique o cordeiro do pecado como seu substituto, é certo que serás aceito”. Mas Caim prefere tomar outro caminho. Ao invés de matar o cordeiro, suplente do pecador, ele mata o seu irmão, o motivo da sua fúria pecaminosa. Disse Caim a Abel, seu irmão: Vamos ao campo. Estando eles no campo, sucedeu que se levantou Caim contra Abel, seu irmão, e o matou. Gênesis 4:8.
Perseguiu e assassinou a verdadeira testemunha, o homem aceito e justificado, o homem de fé; e, fazendo-o, ele encontra-se como modelo de todos os falsos religiosos, em todos os tempos. Em todas as épocas, e em toda a parte, os homens tem-se mostrado mais prontos à perseguição sob o fundamento da religião do que sobre qualquer outro. São como Caim. Justificação plena, perfeita e somente pela fé, faz de Deus tudo, e do homem nada; e o homem não gosta disto, por isso faz com que o seu semblante descaia, e provoque a sua ira. Assim tem sido sempre: os Cains têm perseguido e matado os Abéis. Em todos os tempos, o homem e a sua religião são os mesmos; a fé e a sua religião são as mesmas, e onde quer que se tem encontrado, tem havido conflito. Todos nós sabemos que quando cremos em nossa morte e ressurreição com Cristo, é evidente que seremos perseguidos. A perseguição é certa na vida do novo nascido. Ora, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos. 2 Timóteo 3:12.
É interessante notar que o ato de assassínio praticado por Caim foi a verdadeira conseqüência, ou seja, o próprio fruto da sua falsa religião. Caim, por ignorar o caráter divino, ele disse que o seu pecado era grande demais para ser perdoado. Não era que reconhecesse realmente o seu pecado, mas que não conhecia a Deus. Mostrou inteiramente o fruto terrível da queda no próprio pensamento que proferiu acerca de Deus. Caim não queria o perdão, porque não queria Deus. As Escrituras também dizem que ele era do maligno, por isso assassinou o irmão. O diabo é homicida desde o princípio, e nele reside o poder da morte. Ele ateia o fogo do ódio nos corações, a fim de produzir o trucidamento daquele a quem detesta. Todo aquele que odeia a seu irmão é assassino; ora, vós sabeis que todo assassino não tem a vida eterna permanente em si. 1 João 3:15.

O caminho do ódio era o caminho de Caim, caminho no qual milhões estão correndo, neste momento. Tais pessoas não são, de modo nenhum, destituídas do elemento religioso no seu caráter. Gostariam de oferecer alguma coisa a Deus e de fazer alguma coisa para Ele. Julgam que é próprio apresentar-Lhe os resultados do seu labor. Desconhecem-se a si próprios, e vivem na ignorância do caráter de Deus. Porém a par de tudo isto existe o esforço diligente de melhorar o mundo; de tornar a vida agradável em vários modos; de adornar a cena com as cores mais belas. O remédio de Deus para purificação do pecado é rejeitado, e os esforços do homem para melhorar a sua condição são postos em seu lugar. Esse é o caminho de Caim. Estes, porém, quanto a tudo o que não entendem, difamam; e, quanto a tudo o que compreendem por instinto natural, como brutos sem razão, até nessas coisas se corrompem. Ai deles! Porque prosseguiram pelo caminho de Caim. Judas 1:10-11a.
Você precisa apenas olhar em redor de si para ver como este “caminho” prevalece na atualidade. Embora o mundo esteja manchado com o sangue de “um maior Abel”, o próprio sangue de Cristo. Assim como aconteceu nos dias de Caim, em que os sons agradáveis da “harpa e do órgão”, sem dúvida, abafavam, aos ouvidos do homem, completamente o clamor do sangue de Abel. Assim também agora o ouvido do homem é enchido com outros sons, em vez daqueles que emanam do Calvário; e os seus olhos são atraídos por outro objeto que não seja o Cristo crucificado. O apóstolo Paulo quando foi ter com os coríntios, nada quis saber entre eles, senão a Cristo crucificado. Porque decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado. 1 Coríntios 2:2.
O que você compreende de Deus quando vê a Jesus crucificado e ouve o seu grito de abandono? Certamente vemos sua amorosa disposição de se identificar com os rejeitados humanos. Pois o símbolo da cruz na igreja aponta para Deus que foi crucificado não entre duas velas sobre o altar, mas entre dois ladrões no lugar da caveira, local dos rejeitados. O Senhor Jesus foi rejeitado pelo mundo dos homens ímpios, mas aceito pelo Deus Criador de todo este universo. Irmãos, como é diferente o caminho da fé! Abel sentiu e reconheceu a maldição; viu a nódoa do pecado, e, pela fé, ofereceu aquilo que podia enfrentá-lo, e enfrentá-lo perfeitamente, do modo divino. Ele buscou e achou refúgio em Deus. Assim sendo, você e eu devemos ter todo o cuidado para não sermos presas de qualquer sistema que possa nos manter iludidos por uma aparência angélica. O grande perigo se encontra na semelhança; e, muitas vezes, a mensagem do inferno vem acondicionada em embalagens celestiais, causando uma confusão terrível. Os falsos profetas comumente se revestem de uma aparência santa e não raras vezes nós somos iludidos pelas máscaras do engano afiveladas em suas faces. E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz. 2 Coríntios 11:14. Encerro este estudo com uma declaração de um amigo: “Os outros podem nos enganar, mas a responsabilidade pela decisão é nossa. Por isso mesmo, examine a verdade, com o juízo crítico da verdade, para não se dar por vítima”. Amém.

Um comentário:

martins111 disse...

BOOK OF THE HOLY GHOST TRUE.
http://livrodoespiritosanto.webnode.com.br/
O Espírito Santo Verdadeiro concede gratuitamente, a ultima revelação para o nosso tempo. O LIVRO DO ESPÍRITO SANTO VERDADEIRO. ( http://livrodoespiritosanto.webnode.com.br/ ) Nessa revelação, Deus Pai Verdadeiro, afirma: Se um ser humano, um anjo, ou um Deus, causa dor, sofrimento e morte, esse ser é um Diabo. Se por outro lado, se o ser humano, um anjo, ou um Deus, dá sua vida para não causar a dor, sofrimento e morte, então, esse ser é o libertador e salvador da humanidade, Senhor dos céus e da terra. Agora, veja na vida e nas escrituras sagradas quem é quem. E faça conforme aquele que é o bem e abandone aquele que é o mal. E você se salvará. Porque esse é o tempo do dilúvio de fogo e a ultima páscoa humana o sucede. Escolha o lado que vai ficar.