"NOSSA VISÃO: CONHECER A CRISTO CRUCIIFICADO E TORNÁ-LO CONHECIDO, EM TODO LUGAR, POR MEIO DA GRAÇA."

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

A TENTAÇÃO DO CRISTÃO

Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca. Marcos 14:38.
Tentação não é um programa de televisão brasileiro, produzido pelo SBT em conjunto com o baú da felicidade, apresentado por Silvio Santos. Tentação é o sentimento que alguém tem quando deseja tomar uma atitude que contraria seus valores e crenças. A causa da queda de muita gente neste campo da tentação é devido a estar nutrindo em seus corações um sentimento de “super cristãos”, quando na realidade são extremamente anêmicos. O heroísmo é um grande feito da carne; santidade é um fato corriqueiro do Espírito. Um pode trazer glória pessoal; o outro sempre dá glória a Deus. É por isso que existem muitas pessoas envolvidas com trabalhos árduos na escola da religião, mas Deus prefere adorador a trabalhadores. De fato, os únicos trabalhadores aceitáveis são aqueles que aprenderam a esquecida arte da adoração. Nós somos convidados pelo próprio Senhor a prostrarmo-nos diante dEle em adoração. Salmos 95:6 Vinde, adoremos e prostremo-nos; ajoelhemos diante do SENHOR, que nos criou.
Quando estamos com os olhos focados firmemente em Cristo Jesus é que seremos transformados conforme a Sua imagem e seremos preparados para nos tornar a noiva do Cordeiro. Quando olhamos para a tentação do Senhor, descobrimos que ela é muito diferente da nossa. Assim como Deus, Jesus como o Filho de Deus, não poderia ser tentado pelo mal e Ele mesmo a ninguém tenta. Leiamos Tiago 1:13 Ninguém, ao ser tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta.
Nosso Senhor Jesus possuía tudo que a nossa natureza humana possui. Ele era Homem perfeito. Ele tinha todos os desejos, os instintos com que um homem é criado, mas havia uma diferença; não havia nEle pecado. Há instintos que são criados por Deus e são totalmente legítimos, mas, quando tais instintos e desejos naturais saem de seus limites, então se transformam em concupiscência. A Bíblia diz que, quando somos tentados, somos atraídos e seduzidos por nossa própria cobiça. Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz Tiago 1:14
Irmãos, apesar de o nosso Senhor Jesus ter sido homem, com todos os desejos humanos nEle, ainda assim Sua humanidade estava em união com a Sua divindade. Ele era Deus-Homem. Todos os desejos humanos estavam perfeitamente sob controle de Sua natureza divina. Essa é razão pela qual, mesmo sendo tentado em todas as coisas, Ele era sem pecado; Ele não conheceu o pecado. Ele não possuía o desejo de pecar. Apesar de Ele poder pecar. Era perfeito e totalmente sem pecado. Apesar de Ele poder ter sido tentado como homem, Seu desejo natural nunca saiu do controle; nunca
se desenvolveu em concupiscência. E, por causa disso, nosso Senhor Jesus era completamente sem pecado, mas Deus o fez pecado por nós. Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus. 2 Coríntios 5:21.
Mas a Bíblia diz que Jesus foi tentado pelo diabo no deserto. Por que a tentação foi permitida? Porque diante dEle haveria de se iniciar o Seu ministério, haveria de ser levado para o deserto para se confrontar com o arquiinimigo, aquele que estava segurando toda a raça humana sob escravidão do pecado. Quando Jesus foi para o deserto, não foi o diabo que O procurou e sim Ele que o procurou para confrontá-lo e derrotá-lo e, como o Conquistador, Ele pôde iniciar Seu ministério. Lembrando que o Senhor disse em Mateus 12:29 Ou como pode alguém entrar na casa do valente e roubar-lhe os bens sem primeiro amarrá-lo? E, então, lhe saqueará a casa. Portanto, ali no deserto, nosso Senhor Jesus venceu o inimigo e, nesta base, Ele é capaz de livrar toda a raça humana da escravidão do inimigo. O primeiro homem, Adão, é a cabeça soberana da velha raça humana e, uma vez que Adão foi tentado e caiu, todos os que estão em Adão, estão sob o controle do inimigo. E estando sob o poder do inimigo não podem resistir à tentação. Mas graças ao nosso Deus, porque nosso Senhor Jesus veio como o segundo Homem, como cabeça soberana da nova raça humana e, portanto, Ele teve de encarar o inimigo. Sua vitória se tornou nossa vitória. Foi tentado em nosso favor, não por causa de Si mesmo; sendo assim, Sua vitória é nossa vitória. Lemos em Hebreus 4:15 Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado.
Deus não prometeu que não seriamos tentados. Graças a Deus que fomos libertos do pecado com Cristo na cruz e, quando o Pai trouxe Jesus dentre os mortos, nos ressuscitou juntamente com Ele, para vivermos em novidade de vida. Hoje somos o Seu povo adquirido; mas Ele não prometeu que não iríamos ser tentados. A promessa dEle é: Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar. 1 Coríntios 10:13.
Irmãos, Deus permite que sejamos tentados para que duas coisas possam ser reveladas. Em primeiro lugar, é que a tentação revela aquilo que está em nós, isto é, em nossa carne. Mas graças a Deus, quando o Senhor nos permite que sejamos tentados, é também para que tenhamos a graça de Deus que Ele já tem depositado em nós. Por isso, quando somos tentados, não há razão para que caiamos na tentação. Ao contrário, existem muitas razões pelas quais devemos resistir à tentação e, quando resistimos a ela, simplesmente significa que a superamos nEle. Graças, porém, a Deus, que, em Cristo, sempre nos conduz em triunfo. 2 coríntios 2:14a.
O inimigo procura nos tentar; isso é uma verdade. Há algo em nós que pode ser tentado. Por meio da tentação, começamos a nos dar conta das nossas fraquezas. Não há nada de bom em nossa carne e podemos ainda agradecer ao nosso Pai porque Ele tem depositado bastante graça em nós, a fim de que resistamos e superamos as tentações. Devemos estar lembrados do que nos é dito na Palavra de Deus: Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam. Tiago 1:12. Agradecemos a Deus o fato de que, apesar de podermos ser tentados, isso apenas prova o que Deus já tem depositado em nós. E, por meio da tentação, Ele nos fortalece, a fim de que possamos receber a coroa da vida. Mas existem muitas pessoas que caem em tentação. Mas qual é a razão? A razão é porque elas vivem uma vida relaxada com o Senhor. Não se alimentam dEle, não oram mais com freqüência, se distanciam cada vez mais da Palavra de Deus. Você já percebeu o porquê você não tem vontade de ler as Escrituras com constância? Certamente é porque satanás está lhe roubando todas as suas forças espirituais e, você não está percebendo. E o resultado final e fatal é que a cada dia você está sendo gradativamente e totalmente consumido pelo inimigo. Oséias 7:9 Estrangeiros lhe comem a força, e ele não o sabe; também as cãs já se espalham sobre ele, e ele não o sabe. Amada igreja, o único propósito de Deus para nós, é nos inserir em Seu supremo propósito que é Cristo sendo formado em nós. A Bíblia nos diz que o objetivo da vida cristã é que tornemos como Cristo. Jesus disse em Lucas 6:40b. Todo aquele, porém, que for bem instruído será como o seu mestre. Isso é um processo operado pelo Espírito em nós. É um levar contínuo da cruz, pois de outro modo não podemos seguir ao Senhor. O apóstolo Paulo diz que fomos predestinados para sermos conforme à imagem de Jesus Cristo. De fato, o propósito da igreja é chegar “à medida da estatura da plenitude de Cristo”. Portanto, nosso objetivo final é a semelhança com Cristo. É desejo do Senhor que nos tornemos como Ele em todas as áreas de nossa vida: intelectual, física, social e emocional, bem como na área espiritual. É este o seu objetivo, ser como Cristo em todas as áreas? Se este não for o seu objetivo, posso lhe dizer com a autoridade da Palavra de Deus: você está fora do prumo! É por isso que muitos cedem à tentação. Ser tentado não é pecado e nunca foi, mas ceder a ela sim é pecado. Em nosso cotidiano geralmente enfrentamos três tentações ou adversários: a carne, o mundo e o diabo. Qual é o remédio? Cruz! Para a carne temos Gálatas 5:24 E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências. Para o mundo temos Gálatas 6:14b. Pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo. Para o diabo temos Hebreus 2:14b. Por sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo. Amém.

Um comentário:

CRIS disse...

PAZ QUERIDOS.

Vim agradecer a visita,estamos bem e obrigado pelo carinho,espero que vcs tbm estejam bem meus amados, com certeza desejo postar mais pregações, porque ministrar a palavra é algo que faço com amor e carinho,porque DEUS me escolheu e separou para esse ministério.
Quero profetizar sobre a vida de vcs muitas bençãos espirituais, que
todos os seus projetos sejam realizados dentro da vontade do PAI CELESTIAL.
ABRAÇOS E FIQUEM NA PAZ DE CRISTO.