"NOSSA VISÃO: CONHECER A CRISTO CRUCIIFICADO E TORNÁ-LO CONHECIDO, EM TODO LUGAR, POR MEIO DA GRAÇA."

domingo, 22 de maio de 2011

DOR, AFLIÇÃO, TRIBULAÇÃO - TUDO COOPERA PARA O NOSSO BEM

Pois sabemos que todas as coisas trabalham juntas para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles a quem ele chamou de acordo com o seu plano. Romanos 8:28(LH).
Primeiro precisamos considerar que “todas as coisas cooperam para o bem” do homem que creu no Senhor Jesus Cristo. Ele não só creu por crer, mas creu mediante a graça reveladora do Pai. Vamos analisar que tanto as coisas boas quanto as piores, cooperam para o bem de todo regenerado. Não estou dizendo que em sua própria natureza, as piores coisas são boas, pois elas são fruto de uma maldição. Mas embora elas sendo naturalmente más, de alguma maneira, elas são moralmente boas quando a sábia e soberana mão de Deus as controla e as santifica. Por exemplo, quando Deus viu que o homem havia pecado, Ele amaldiçoou a terra. E a Adão disse: Visto que atendeste a voz de tua mulher e comeste da árvore que eu te ordenara não comesses, maldita é a terra por tua causa; em fadigas obterás dela o sustento durante os dias de tua vida. Gênesis 3:17. Mas quando uma pessoa crê no Senhor, ela se torna uma nova criatura, e com isso, o Obediente passa a habitar dentro do seu coração produzindo um coração agradecido, e conseqüentemente tudo aquilo que foi amaldiçoado no princípio, Deus transforma em bênção e santificação, inclusive a nossa alimentação. Pois tudo que Deus criou é bom, e, recebido com ações de graças, nada é recusável, porque, pela palavra de Deus e pela oração, é santificado. 1 Timóteo 4:4-5. Precisamos considerar que todas as coisas contribuem para o nosso bem. É mais ou menos como um relógio, onde as engrenagens parecem se mover de forma contrária as outras, mas todas fazem com que o relógio funcione. Assim, algumas coisas parecem se mover de forma contrária a nós que cremos no Senhor Jesus, mas pela maravilhosa providência de Deus, elas cooperam para o nosso bem. Quero colocar algumas coisas más e tristes que cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. Vocês sabiam que a aflição é um mal que coopera para o nosso bem? Algo que nos aquieta o coração é considerar que em todas as aflições, Deus está operando de forma especial. Seja quem for que nos traz aflição, é o próprio Deus quem as envia. As aflições são medicinais para o filho de Deus. Nenhum vaso pode ser feito de ouro sem fogo; assim é impossível que devamos ser vasos de honra, a não ser que sejamos derretidos e refinados na fornalha da aflição. É por isso que o apóstolo Pedro nos recomenda:
Amados, não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa extraordinária vos estivesse acontecendo; pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de Cristo. 1 Pedro 4:12-13a.
Todas as aflições pela qual passa o regenerado são providências divinas que parecem ser prejudiciais, mas só parecem, mas todas são benéficas. Vamos citar um precioso exemplo. Os irmãos de José o jogaram em um poço; posteriormente eles o venderam; depois ele é jogado numa prisão; mas tudo isso cooperou para seu bem. A sua humilhação foi que causou sua progressão, Jose se tornou o segundo homem do reino. Então, devemos compreender que quando os irmãos de Jose estavam, fazendo-lhe um grande mal, na realidade Deus estava transformando essa situação em bem. Quanta aflição Jose passou naquela masmorra durante dois anos? Mas Deus converteu tudo isso em benefícios para Jose.
Vós, na verdade, intentastes o mal contra mim; porém Deus o tornou em bem, para fazer, como vedes agora, que se conserve muita gente em vida. Gênesis 50:20.
Temos na Palavra de Deus outro personagem que muito sofreu. Seu nome era Jacó. Jacó lutou com o anjo, e a junta da sua coxa foi deslocada. Isto foi triste, mas Deus o tornou em bem, pois lá ele viu a face de Deus e lá o Senhor o abençoou. Irmãos, quem não estaria disposto a ter um osso deslocado para que pudesse ter uma visão de Deus? Foi exatamente isso que aconteceu com Jacó. Este episódio na vida de Jacó foi terrível, mas Deus fez que cooperasse para o seu bem.
Àquele lugar chamou Jacó Peniel, pois disse: Vi a Deus face a face, e a minha vida foi salva. Nasceu-lhe o sol, quando ele atravessava Peniel; e manquejava de uma coxa. Gênesis 32:30-31.
Deus sempre permite a aflição em nossa vida para ensinar-nos uma magnífica lição. Muitas vezes uma cama enferma geralmente ensina mais que um sermão. Aflição nos ensina a conhecer a nós mesmos. Na prosperidade nós somos na maioria das vezes estranhos a nós mesmos. Deus nos aflige para que possamos nos conhecer melhor. É em tempo de aflições que vemos aquela corrupção em nossos corações que não acreditaríamos que estava lá. Alguém já disse que “a água parece limpa num copo, mas ponha ela no fogo e a sua impureza vai fervilhar”. Na prosperidade, um homem parece ser humilde e grato, a água parece limpa; mas ponha esse homem um pouco no fogo da aflição, e suas impurezas começam a fervilhar; muita impaciência e incredulidade começam a aparecer. A aflição é para mostrar ao homem que suas corrupções são demasiadamente fortes e suas virtudes tão pequenas. Por conhecermos quem é o nosso Deus e Pai, sabemos que muitas vezes, Ele lubrifica os nossos olhos com lágrimas para que vejamos melhor a sua graça. Até as fraquezas cooperam para o nosso bem. Lembremos do esmagamento da uva no lagar que é o processo indispensável para a produção de vinho, assim a fraqueza é o lugar correto para Deus derramar o seu poder em nossa vida.
Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte. 2 Coríntios 12:10.
Essa fraqueza significa que estamos mortos com Cristo, mas vivemos uma vida de ressurreição. Uma vez que estamos mortos, agora Deus afasta o mundo para que o nosso coração possa se inclinar mais a Ele em sinceridade e verdadeira adoração. A correção põe o coração numa posição reta. Assim como às vezes nós seguramos uma barra de ferro torta sobre o fogo para endireitá-la; Deus nos segura sobre o fogo da aflição para nos fazer mais retos e mais voltados para o alto. É necessário nós passarmos pelo fogo da aflição.
Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti. Isaías 43:2.
As aflições sempre vão cooperar para o nosso bem, pois elas nos conformam a imagem de Cristo. A vara de Deus é como um pincel que pinta a imagem de Cristo de forma cada vez mais vívida em nós. É bom que deva haver uma simetria e proporção entre a Cabeça e os membros. Seríamos parte do corpo místico de Cristo sem sermos parecidos com Ele? Sua Vida foi uma série de sofrimentos. Ele chorou e sangrou. Sua cabeça foi coroada com espinhos, e nós achamos que seremos coroados com rosas? É bom ser parecido com Cristo mesmo que seja através das aflições. Jesus Cristo bebeu um amargo cálice, e o só pensar nisso o fez suar gotas de sangue. Aqui está à diferença entre o sofrimento de Cristo e o nosso: o dEle foi expiatório e o nosso é apenas purificador. O objetivo das nossas aflições é para nos purificar. Todos nós almejamos ser glorificados com o Senhor, mas sem o sofrimento isso não é possível. Leiamos atentamente
Romanos 8:17 Ora, se somos filhos, somos também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo; se com ele sofremos, também com ele seremos glorificados.
Nós fomos regenerados pelo Senhor através da obra da cruz, e hoje somos convidados a tomar o caminho da cruz e seguir o Senhor. Nós precisamos ser aperfeiçoados e por isso o Senhor usa certas circunstâncias que nos ferem tão intensamente que, às vezes, chegamos a pensar que jamais seremos curados. A morte da pessoa amada, o desemprego ou uma doença prolongada são os catalisadores para o quebrantamento. Irmãos, todos esses sofrimentos trazem dor, mas também a força para mudar sempre nosso relacionamento com Deus. Deus precisa nos refinar e Ele está nos refinando e transformando na pessoa com a qual deseja viver para sempre. Se nós desejamos viver com Ele para sempre, que venham as bênçãos da tribulação para nos refinar. Ora, o Deus de toda a graça, que em Cristo vos chamou à sua eterna glória, depois de terdes sofrido por um pouco, ele mesmo vos há de aperfeiçoar, firmar, fortificar e fundamentar. 1 Pedro 5:10. Amém.

DEUS TE ABENÇOE AMADO (A) IRMÃO (A).

4 comentários:

CLEUSA KLEIN disse...

Amado irmão... Deus te abençoe ricamente por ser um canal de bençãos para aqueles que estão do seu lado... Obrigada por estar seguindo o meu blog... volte sempre que puder.
Abraços

Miss. Rosiane Ferreira disse...

A Paz do Senhor!
Obrigado por visitar o meu Blog, que possamos juntos fazer a obra do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
http://missrosiane.blogspot.com

paulo disse...

Graça e paz, obg por aceotar, ja estou seguindo, espero vc láhttp://paulo-blogstar.blogspot.com/

Dalva Coutinho disse...

Amada (o) Foi um exelente estudo. Li
algumas partes bem interessante principalmente com relação aos vendilhões do templo. Fica na paz a irmã Dalva