"NOSSA VISÃO: CONHECER A CRISTO CRUCIIFICADO E TORNÁ-LO CONHECIDO, EM TODO LUGAR, POR MEIO DA GRAÇA."

sábado, 3 de março de 2012

A VIDA DENTRO DA SEMENTE

E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.
João 1:14.
Nunca deixarei de me maravilhar com o fato de Deus se fazer homem. Essa é uma parte tão gloriosa do nosso Evangelho, mas precisamos perguntar-nos: Por que Deus se fez homem? Certamente a resposta “cristã” popular seria: para nos salvar dos nossos pecados. Mas esta resposta em si mesma está destituída da glória de Deus. É verdade que Jesus realmente nos salvou dos nossos pecados, mas isso responde ou mesmo começa a tocar a superfície do por que Deus se fez homem? Nós jamais podemos nos esquecer de um ponto principal: Jesus Cristo ainda é um Homem. Se Ele veio somente para nos salvar dos nossos pecados e para ser capaz de se relacionar com os nossos problemas, então depois da encarnação, crucificação, ressurreição e ascensão, por que não voltou a ser Deus apenas? Permanece o fato de que Ele ainda é, hoje, agora mesmo, tanto Homem como Deus. A Palavra se fez Homem para que tanto o homem como Deus possam ser um. Deus entrou no homem para que o homem pudesse entrar nEle.
2 Coríntios 5:17 e 1 Coríntios 6:17 Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. Mas aquele que se une ao Senhor é um espírito com ele.
“E o Verbo se fez carne”, é uma declaração espantosa, avassaladora. Brotando dos interesses infinitos e se aproximando do finito. Do incognoscível ao cognoscível. De um modo de auto-expressão apreciável somente por Deus, a um método de expressão próprio, compreensível aos homens. No inescrutável mistério da Trindade, o Filho é sempre o Meio de auto-expressão. Mediante este fato que inspira temor, a encarnação, o oficio do Filho não é alterado. O Seu método é mudado por amor ao homem. Nenhuma inteligência humana pode compreender este movimento de mudança. Um ininteligível mistério com a obscuridade de um esplendor que cega. É uma concepção muito poderosa para ter nascido na inteligência de um homem: “O Verbo que estava no principio, se fez carne”. Esta é uma verdade que não pode ser descoberta a não ser por revelação.
Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito; porque o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus. 1 Coríntios 2:10.
Na vinda do Verbo Eterno à terra para os propósitos da redenção, Ele não deixou de lado o faro essencial de Sua Divindade. Ele simplesmente mudou a forma de manifestação. Parece claramente evidente que o Filho de Deus havia sempre sido Aquele em quem Deus tomou forma e, portanto, Aquele através de Quem Deus foi revelado. O Filho é sempre a manifestação do Pai. Jesus disse para Filipe:
Quem me vê a mim vê o Pai. João 14:9b.
A descida de Jesus ao nível do homem, tomando a forma passível de ser contemplada pelo homem, era necessária para aproximar o ilimitável ao plano do limitado. Ele passou do celestial ao terreno, do infinito ao finito, isto é, enquanto forma de expressão. Porém, isto é um mistério revelado, do qual toda a superestrutura do cristianismo depende. Parece que os eternos céus, por um período, foram esvaziados da manifestação de Deus, ainda que nunca de sua presença, enquanto Deus se manifestava em carne para realizar a obra da redenção. O Verbo passou do governo à obediência, da independente cooperação na igualdade Divina, para a dependente submissão à vontade de Deus. Por meio da Encarnação veio à existência uma Pessoa plenamente humana e plenamente Divina. Plenamente humana significa dizer, cumprindo o ideal Divino para a natureza humana, não descendo ao nível degradado da humanidade, resultante do pecado. O Homem de Nazaré era perfeito como Homem. Além disso, perfeito como Deus, nada lhe faltando dos poderes da Divindade essencial, exceto apenas a forma celestial de manifestação. Jesus sendo gerado de Deus Ele foi manifestado em carne. 1 Timóteo 3:16 Evidentemente, grande é o mistério da piedade: Aquele que foi manifestado na carne foi justificado em espírito, contemplado por anjos, pregado entre os gentios, crido no mundo, recebido na glória. Agora para que duas coisas se tornem uma, ambas têm de viver uma na outra. O Pai e o Filho são um porque ambos vivem um no outro. Isso só poderia acontecer se Deus se fizesse homem. Deus precisava entrar no homem. Mesmo porque o primeiro homem Adão falhou completamente em cumprir o propósito eterno de Deus, que queria um homem comunitário que expressasse a plenitude da Sua vida e do Seu amor. Mas Deus não foi pego de surpresa, por isso a Sua resposta a este dilema foi enviar a nós a Árvore da Vida na forma de uma semente. Irmãos não é absolutamente maravilhoso que a solução para o problema de todo o Universo poderia estar contido dentro de uma pequenina Semente? Lucas 8:11b. e João 12:24. A semente é a palavra de Deus. Em verdade, em verdade vos digo: se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas, se morrer, produz muito fruto. Na queda satanás injetou a sua natureza no homem, por isso a raça adâmica se tornou um grupo egocêntrico, rebelde, independente de seres que estão cuidando apenas dos seus interesses. Toda a criação caiu junto com o homem. A serpente está construindo falsificações. As coisas estão se tornando cada vez piores enquanto a raça caída dos homens cai mais e mais no poço. O sistema do mundo está sob o poder do maligno, e este lugar está uma verdadeira desordem. E no meio de tudo isso Deus enviou uma Semente muito pequena! Mas ela não é apenas uma Semente qualquer. É a Semente da árvore da Vida.
Pois fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente. 1 Pedro 1:23.
Gostaria que você pensasse em tudo o que está contido dentro da casca daquela Semente muito pequena. Toda vida daquela árvore passada, presente e futura está contida naquela Semente. Tudo o que a futura árvore um dia será está contido dentro da Semente. As raízes, o tronco, a casca, os ramos, as folhas, as flores e o fruto estão todos dentro da Semente. a Semente é um microcosmo da “vida da árvore”. E todo o DNA da árvore está contido dentro da casca daquela semente muito pequena. Tudo o que a semente precisará está contido interiormente. A vida da semente é realmente admirável! Quando o Senhor limpa todo o terreno para o plantio, primeiro Ele arranca toda erva daninha, que é figura do pecado. A única maneira de tirar o pecado é crucificando-o na cruz em Jesus Cristo. Jesus morreu, mas fomos atraídos nEle, com a finalidade de morrermos para o pecado.
Mas o SENHOR dos Exércitos se declara aos meus ouvidos, dizendo: Certamente, esta maldade não será perdoada, até que morrais, diz o Senhor, o SENHOR dos Exércitos. Isaías 22:14.
Mas Deus não para por aqui, pois há um futuro a ser considerado. Aquela Semente muito pequena um dia crescerá e será uma grande árvore. A árvore produzirá ramos, folhas, flores e frutos, e dentro desse fruto haverá muitas novas sementes que contêm a mesma vida da árvore. Haverá potencialmente muitas novas árvores contidas dentro da vida de cada uma daquelas sementes. Irmãos o Pai celestial enviou a Semente de Seu Filho para ser plantada na Terra. O Filho têm toda a vida do Pai e do Espírito Santo dentro dEle. Vamos ler em
Colossenses 2:9 porquanto, nele, habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade.
Em outras palavras a Bíblia está dizendo que em Cristo, como ser humano, está presente toda a natureza de Deus. Na verdade, Jesus é a Árvore da Vida em forma de semente. O Pai enviou a Árvore da Vida ao homem. Mas o homem também estava caído. Ele não necessitava apenas da vida divina, mas de redenção. Por isso o Pai não enviou apenas a Árvore da Vida; também é o Cordeiro de Deus. O homem precisava de redenção e de vida se fosse ter e andar à imagem de Deus e cumprir o seu propósito. Irmãos graças ao Senhor fomos libertos do cativeiro do pecado e do poder do inimigo.
Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor. Colossenses 1:13.
Todo aquele que creu nesta verdade do Evangelho é feito por Deus um semeador. A Semente que Ele semeia é dispensar a Si mesmo no homem para que este possa expressá-lO. O Pai planta a Semente do Seu filho em nós quando inicialmente cremos nEle e somos salvos. A Árvore é plantada dentro de nós para que comamos dela e vivamos por ela. Não devemos viver pela nossa própria vida humana, mas sim pela Árvore da Vida dentro de nós que é Cristo Jesus o nosso Senhor. Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele. 1 João 4:9. Amém.
DEIXE SEU COMENTÁRIO - DEUS TE ABENÇOE EM CRISTO.

Nenhum comentário: