"NOSSA VISÃO: CONHECER A CRISTO CRUCIIFICADO E TORNÁ-LO CONHECIDO, EM TODO LUGAR, POR MEIO DA GRAÇA."

domingo, 3 de fevereiro de 2013

CAMINHANDO PARA A PLENITUDE



O SENHOR dos Exércitos dará neste monte a todos os povos um banquete de coisas gordurosas, uma festa com vinhos velhos, pratos gordurosos com tutanos e vinhos velhos bem clarificados. E ninguém, tendo bebido o vinho velho, prefere o novo; porque diz: O velho é excelente. Isaías 25:6 e Lucas 5:39.
Para chegarmos à plenitude de Deus, é necessário que saibamos o que significa a palavra plenitude. Plenitude significa estarmos numa condição de completos, inteiros, perfeitos ou que se apresenta em sua totalidade ou integralmente. Todo aquele que já ganhou a sua experiência de morte e ressurreição com Cristo, está a caminho da plenitude. E todo o filho de Deus que deseja ter uma vida espiritual em plenitude deve se ocupar de Cristo e com Cristo. Os irmãos têm desfrutado de uma viver em plena e perfeita comunhão com o Senhor Jesus? O fundamental na vida de um regenerado é concentrar o coração e o pensamento na Pessoa de Jesus Cristo, ressurreto e glorioso, pois isto é fonte de inefáveis bênçãos! Jeremias 32:40  Farei com eles aliança eterna, segundo a qual não deixarei de lhes fazer o bem; e porei o meu temor no seu coração, para que nunca se apartem de mim.
Em uma ocasião Jesus declarou ser o pão da vida. “Pão significa satisfação, uma vez que as Escrituras empregam a fome para representar a insatisfação do homem. O pão é necessário para a satisfação humana”. Com muita razão escreveu A. W. Tozer: “para o verdadeiro cristão, o único teste supremo da qualidade presente e do valor final de qualquer coisa no mundo religioso deve ser o lugar que nosso Salvador ocupa ali”. Podemos avaliar a nossa vida diária, no que tange a devoção espiritual, a partir do amor e do alto conceito que temos por Jesus Cristo, o Senhor e a Sua obra redentora. Seu terno e doce amor e Sua meiga presença. É por isso que a Bíblia admoesta cada cristão a santificar a Cristo no coração. 1 Pedro 3:15 antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração, estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós. Ele é o sustentador do Universo, portanto Ele também sustenta nossa vida espiritual. Porque Ele é pão. Cristo sustenta as coisas físicas e as espirituais. Toda satisfação de um viver pleno se encontra em Jesus. Todo o sentido do desfrute de uma verdadeira vida escondida está nEle. Eis o grande segredo da plenitude da satisfação da vida espiritual: JESUS CRISTO. Colossenses 3:11 no qual não pode haver grego nem judeu, circuncisão nem incircuncisão, bárbaro, cita, escravo, livre; porém Cristo é tudo em todos.
Uma pessoa torna-se uma pessoa apenas quando é capaz de se abrir para todas as dádivas que estão preparadas para ela. Jesus é o tudo que Deus deu ao homem. Cada cristão precisa descobrir esse fato, tomar posse dessa realidade e desfrutar no seu dia a dia. Ele é a nossa dádiva maior. A grande riqueza de um homem nesta vida é ter mais de Cristo. Quão miseráveis são aqueles que se iludem em viver bem sem Ele. Nosso coração deve estar plenamente aberto para receber do Senhor, todas as virtudes contidas nEle. Leiamos Colossenses 2:2-3: para que o coração deles seja confortado e vinculado juntamente em amor, e eles tenham toda a riqueza da forte convicção do entendimento, para compreenderem plenamente o mistério de Deus, Cristo, em quem todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento estão ocultos.
Como disse Blaise Pascal: “Jesus Cristo é um Deus do qual nos aproximamos sem orgulho e perante o qual nos baixamos sem desespero”. Irmãos estejam certos de que nenhum regenerado pode ser bem sucedido ou estar firme se não estiver em plena comunhão com Deus. Nem as reuniões de culto, nem a comunhão cristã, nem a conversação sobre assuntos espirituais podem substituir esses momentos tranqüilos com Deus Pai. Quando estamos a sós com Cristo, iremos verificar que Ele é dócil, Sua voz se torna mais clara e o Seu consolo é mais eficaz. Então veremos que a Palavra revelará os seus tesouros e as promessas transbordarão vida. Devemos dar graças a Deus pelo fato de Jesus Cristo ser a providência do Pai para a aquisição de uma vida plena. Jesus é o pão a ser espiritualmente degustado, seu sabor deve satisfazer o nosso intimo. Nosso Senhor é o pão cujo trigo, foi plantado e colhido nos campos celestes. Que preciosa comida, e que plena satisfação temos e experimentamos nEle. João 6:57  Assim como o Pai, que vive, me enviou, e igualmente eu vivo pelo Pai, também quem de mim se alimenta por mim viverá.
Jesus é o conteúdo de todas as bênçãos de Deus, o realizador o possuidor e o distribuidor de todas elas. A nossa vida espiritual é inútil, estéril, amorfa e enganosa fora de Cristo. Toda espiritualidade sem Cristo é uma espiritualidade sem estrutura celestial. Há vários modelos de espiritualidade no mundo, são bolotas do sistema para enganar e tentar imitar o que Deus nos deu. A mais sofisticada filosofia, a mais brilhante teoria, a mais estratégica formula, tudo isso é mera pobreza quando se compara a Cristo. Somente Cristo é a fonte de riquezas espirituais inesgotáveis. E essas riquezas inesgotáveis serão nossas em realidade quando, pelo trabalho da cruz, formos esvaziados de nós mesmos. 2 Reis 4:3,6. Então, disse ele: Vai, pede emprestadas vasilhas a todos os teus vizinhos; vasilhas vazias, não poucas. Cheias as vasilhas, disse ela a um dos filhos: Chega-me, aqui, mais uma vasilha. Mas ele respondeu: Não há mais vasilha nenhuma. E o azeite parou.
Será que estamos vivendo essa realidade espiritual hoje, em nossas igrejas e particularmente em nossa vida diária? Amados irmãos o segredo para viver uma vida cristã em plenitude, só funcionará quando o mundo for deixado de lado. Ou já nos esquecemos que a obra da cruz nos fez morrer para o mundo e o mundo para nós? Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo. Gálatas 6:14.
Haverá possibilidade de vivermos em plenitude sim, quando os prazeres mundanos não são mais atrativos, não cativam o nosso coração, e como Daniel, rejeitamos os manjares apetitosos do rei, para experimentar os manjares espirituais do Rei dos reis. Cristo é a garantia das nossas riquezas espirituais, a garantia de que cada dia, depende totalmente dEle, e nEle podemos descansar com a alegria serena, como uma criança nos braços seu pai. Aos irmãos que aqui se reúnem, estejam absolutamente certos de que se forem desobedientes àquilo que tem alcançado da parte do Senhor, não entrarão na plenitude Cristo e também em Seu descanso. Portanto temamos! Hebreus 3:18 e 4:1. E contra quem jurou que não entrariam no seu descanso, senão contra os que foram desobedientes? Temamos, portanto, que, sendo-nos deixada a promessa de entrar no descanso de Deus, suceda parecer que algum de vós tenha falhado. Deus deu Cristo como suprimento para que essa aspiração pelas coisas espirituais pudesse ser suprida em cada um de nós. Se você creu em Cristo deve se alegrar, pois tem o segredo da alegria eterna, tem as chaves das bênçãos maiores escondidas em Cristo. Quando todo filho de Deus sai da esfera secular e entra na vida ressurreta de Cristo, quando faz do seu coração a habitação do Senhor Jesus, quando ambos estão ligados na intimidade da doce e meiga comunhão, então o fluir de uma vida rica, completa e luminosa flui dEle para nós. Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. João 10:10b. Amém. Graça e paz.

Ouça os estudos em áudio no YOUTUBE: 
http://www.youtube.com/user/claudioamorandi?feature=watch

Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Amigo em Cristo seu blog é óptimo, eu acredito que quando o crente se entrega verdadeiramente a Cristo e nasceu de novo e vive diariamente em Cristo deixando-se usar pelo Espírito, esse crente vive uma plenitude, porque o Pai e o Filho e o Espírito Santo estão morando nele e acredito que Deus não se dá aos poucos, o que nos falta muitas vezes é a sinceridade o viver na verdade do evangelho, gostei dou-lhe meus parabéns.
Com votos de grandes vitórias.
PS. Se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais, faça-o de forma a que possa encontrar seu blog para segui-lo também.
Sou António Batalha.